Empresas sustentáveis: uma tendência para o futuro

Proteger o planeta é uma prioridade e as empresas sustentáveis fazem parte da solução. Da comida à roupa, da arquitetura à energia aos eventos, há muitas áreas de negócio que têm vindo a adotar uma estratégia “amiga do ambiente” e amiga das pessoas. E o mercado parece estar cada vez mais aberto a eles.

O que significa falar de empresas sustentáveis? Vamos tentar aprender tudo sobre empresas sustentáveis.

Sustentabilidade do negócio: significado e definição

Comecemos por analisar o significado da palavra “sustentabilidade”: indica uma abordagem que visa atender às necessidades das gerações atuais sem comprometer a possibilidade das gerações futuras.

As empresas sustentáveis pretendem equilibrar o seu desenvolvimento com o mínimo de impacto negativo no seu ambiente, global e local. Esforçam-se por reduzir o impacto da sua organização nos recursos não renováveis do planeta, bem como melhorar os direitos humanos.

Em particular, há três aspetos sobre os quais podemos centrar os nossos esforços: o ambiente, o social e o económico.  As empresas sustentáveis são, portanto, aquelas que conseguem integrar estas três dimensões no seu modelo de negócio:

  • Sustentabilidade ambiental: este aspeto está ligado à proteção do ambiente. Muitas vezes, para as empresas, traduz-se numa redução do impacto ambiental nas fases de produção e na atenção ao consumo de recursos naturais.
  • Sustentabilidade social: a sustentabilidade também diz respeito à sociedade e às pessoas. As empresas alcançam a sustentabilidade social garantindo justiça e igualdade de tratamento dos colaboradores, proibindo todas as formas de discriminação. Significa criar condições de segurança no local de trabalho e incutir uma sensação de pertença a quem trabalha.
  • Sustentabilidade económica: A sustentabilidade económica é a capacidade de criar valor através da produção de objetos ou serviços capazes de melhorar a vida das pessoas, combinando os aspetos económico-financeiros com as dimensões da sustentabilidade social e ambiental acima mencionadas.

O futuro é o desenvolvimento sustentável das empresas

A necessidade de adotar uma perspetiva global é cada vez mais evidente: já em 2015 a ONU propôs uma Agenda Global para o Desenvolvimento Sustentável, e nesse mesmo ano as principais potências económicas mundiais assinaram os Acordos de Paris, comprometendo-se a reajustar os seus próprios modelos de desenvolvimento para proteger o planeta das alterações climáticas. A reação à pandemia global que estamos a viver é mais uma confirmação de que estamos a caminhar na direção certa: só uma resposta coletiva pode enfrentar desafios à escala global.

A natureza global da crise Covid-19 recorda-nos, mais uma vez, que somos todos habitantes do mesmo planeta e que temos de reconhecer que os acontecimentos numa parte do mundo podem afetar todas as outras. Para fazer face à pandemia, assistimos a um grande compromisso unido, por parte dos governos e das instituições, mas também das empresas, das associações e dos cidadãos privados, vimos que é possível uma resposta em larga escala a uma crise global.

De Aldro Energía acreditamos que podemos assumir o mesmo compromisso com uma resposta global à crise climática: colocar as pessoas e o bem-estar dos cidadãos no centro, e adotar estratégias de longo prazo que protejam as pessoas mais vulneráveis hoje e as mais expostas aos impactos climáticos no futuro,  a uma maior capacitação e centralidade do aspeto humano das pessoas.

 A sustentabilidade é (deve ser) o futuro, para as empresas e para o planeta.

Esta entrada foi publicada em Dicas e Truques com as tags , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

three × 4 =