Café e sustentabilidade: como são recicladas as cápsulas?

Beber café é um hábito quase sagrado para muitos portugueses. Não há nada melhor do que um café para começar um longo dia de trabalho ou para terminar uma deliciosa refeição. Cada vez mais pessoas têm decidido substituir a máquina de café tradicional por cápsulas nas suas casas. A razão? Conveniência e sabor: o café está pronto em segundos e as cápsulas mantêm o aroma do café intacto.

Os benefícios das cápsulas são muitos, mas perguntamo-nos: são sustentáveis ou pelo menos recicláveis? Infelizmente, as cápsulas contribuem para a poluição ambiental, uma vez que contêm plástico e alumínio.

Devemos estar conscientes de que cada um dos nossos pequenos gestos diários pode ter um impacto mais ou menos positivo sobre o ambiente, e devemos prestar atenção ao quão prejudiciais são as nossas acções: vejamos o impacto que estas cápsulas têm sobre o ambiente.

Distribuição de cápsulas de café, prós e contras

Nos últimos anos, as máquinas de café em cápsulas tornaram-se cada vez mais populares, tanto que substituíram permanentemente as máquinas de café mais tradicionais. De facto, cada vez mais pessoas dizem que já não querem desistir desta comodidade, dadas todas as vantagens que já vimos: comodidade, rapidez e sabor, bem como a facilidade de encontrar cápsulas de café em praticamente todos os supermercados e lojas especializadas.
De acordo com alguns estudos da indústria, cerca de 10 mil milhões de cápsulas são vendidas em todo o mundo todos os anos. No entanto, este mercado em crescimento tem um impacto ambiental preocupante: cerca de 120.000 toneladas de resíduos. Este é um grande problema ambiental, precisamente porque nem todas as cápsulas são feitas com os mesmos materiais.

Cápsulas de café: contaminação

Então, onde é que se deitam as cápsulas de café? Como não são considerados embalagens, devem ser eliminados na recolha não triada. Isto significa que não são reciclados, mas sim enviados para incineradoras e aterros sanitários. No entanto, isto também depende do material de que são feitos:Cápsulas de plástico: infelizmente, as cápsulas de plástico são as mais poluentes porque acabam no caixote do lixo não triadas. No entanto, existe uma possibilidade: o separador de alumínio que frequentemente acompanha as cápsulas de plástico pode ser removido, as cápsulas podem ser cuidadosamente lavadas e depois atiradas para o caixote da reciclagem, a fim de reduzir o impacto.

  • Cápsulas de alumínio: embora sejam melhores que as cápsulas de plástico porque são potencialmente recicláveis, devem ser acumuladas e eliminadas em pontos de reciclagem limpos.
  • Em Portugal, há um projecto que merece destaque, uma vez que, para além de garantir a reutilização dos resíduos de cápsulas de café, contribui para apoiar as instituições sociais: Pingo Doce.

A rede de ecopontos Pingo Doce, que cobre 345 lojas e compreende 90% das lojas desta cadeia de supermercados/hipermercados, tem um sistema de recolha de cápsulas de café, de qualquer marca, que se encarrega da sua recuperação.

Desta forma, em 2019, Pingo Doce afirma ter recolhido mais de 152 toneladas de cápsulas de café usadas. Além disso, segundo o Pingo Doce, todas as receitas são doadas a instituições sociais.

Na Aldro queremos que continue a desfrutar de um bom café, mas não se esqueça de tomar conta do planeta 😉

Esta entrada foi publicada em Dicas e Truques. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

7 + 18 =